É necessário colorir a vida!

Hoje não vamos falar de coisas tristes, pesadas. Vamos falar de amor! Nesses dias muitas pessoas atualizaram as fotos em seu facebook ou celebraram de outra forma a legalização do casamento gay em todos os Estados Unidos.

Nós sabemos que aqui no Brasil isso já é possível desde 2013, e sim, é algo maravilhoso, que nos enche de orgulho e que foi comemorado na época e agora continuamos nossa luta contra a homofobia, lidamos com outros pontos da causa.

Muitas pessoas questionaram e reclamaram por conta da mudança da foto e das comemorações, e eu só posso dizer uma coisa a todos que foram recriminadas por mudarem a foto: Continuem comemorando! Não importa se foi no Brasil, nos EUA, na Holanda, no México, na Guatemala, em Zimbábue, uma notícia como essa deve ser comemorada sempre! Sempre é necessário celebrar uma conquista de amor e de igualde. Por que não celebrar o amor?! Por que não colorir a vida?!

Muita gente comentou ser “modinha”. Convenhamos, mesmo que seja modinha. Não é uma moda que vale a pena?! Não é uma moda maravilhosa e incrível?! Quando comemoramos isso, não estamos dizendo que não há nada mais a ser feito, porque sim, ainda há muitas questões para serem resolvidas dentro da própria questão.

E o que o Projeto tem a ver com isso?! Temos tudo a ver com isso! O dia mundial de combate ao bullying, foi criado justamente para combater o bullying homofóbico nas escolas, porém, a proporção cresceu e agora virou um dia por todos que lutam contra o bullying.

Quando me questionaram como que o casamento gay legalizado nos EUA me afetava, respondi que me afeta e muito! Por quando você luta por algo, isso transcende, passa a ser maior que você. É algo global, você não quer só um país melhor, você quer um mundo melhor. E é tão pesado reclamar o tempo inteiro, é tão pesado conviver só com notícias ruins! Uma notícia incrível como essa, em que um país super influente, tomou este movimento pela causa LGBT, que é um passo muito grande, ainda há muitos que percorrer, mas foi um passo enorme, uma conquista de um direito, uma conquista! É preciso celebrar, é preciso ser empático. E sim, gente, não há nada de ruim em colorir a vida.

Para quem reclamou sobre a fome no mundo. Uma luta não anula a outra. Uma conquista, não anula uma batalha. Como já disse, ainda há muito o que se fazer pelo movimento de direitos LGBT. E se me questionarem, sim, ainda há muito que ser feito pela fome no mundo, e nós vamos lutar por isso. Na verdade, as pessoas que me perguntavam isso, eu tinha vontade de responder: “você já ajudou uma ONG essa semana?” “Já doou comida?” “Não desperdiçou comida?”.

O engraçado é que as pessoas que eu sei que ajudam no combate à fome, todas ficaram muitíssimo felizes e comemoram junto comigo.

A gente pode mudar o país e mudar o mundo. Aquele ditado: “não precisa ser mulher, para lutar pelo feminismo. Não precisa ser gay, para lutar contra a homofobia. Não preciso ser negro, para lutar contra o racismo. Não preciso ser trans, para lutar contra a transfobia”, se aplica para várias outras situações: “não preciso passar fome, para lutar contra a fome. Não preciso ser sem teto, para lutar pelo direito à moradia. Não preciso estar na miséria, para lutar por uma vida digna. Não preciso estar doente, para lutar por conhecimentos que salvem vidas. Não preciso sofrer bullying, para lutar contra o bullying. Não preciso ser criança e adolescente, para lutar pelos direitos das crianças e dos adolescentes. Não preciso ser idosa, para lutar contra a violência e abandono dos idosos. Não preciso ser um “animal”, para lutar contra os maus tratos aos animais. Não preciso não ter estudado, para lutar pelos direitos de educação a todos e de qualidade. Não preciso ser uma minoria, para lutar pelos direitos das minorias.

Basta ser humanos. Basta colorir a vida. Basta amar.

Amor e respeito, contagie o mundo!

E sim, vou continuar colorida como um arco-íris, para poder misturar todas as cores, encher minha vida de cor e assim continuar lutando sempre! 





Nenhum comentário:

Postar um comentário